A Educação é uma pauta cooperativa

O Instituto Reúna nasceu com o propósito de ser a organização da sociedade civil que articula possibilidades inovadoras para fazer com que o conteúdo de uma nova política educativa, a BNCC, se torne uma realidade em todas as escolas do Brasil, visando equidade com qualidade para todos os nossos estudantes.

Se pensamos na “continentalização” do Brasil, com seus mais de 8 milhões de quilômetros quadrados e quase 45 milhões de alunos, entendemos com mais propriedade o tamanho do desafio da implementação de uma reforma de política pública do tamanho da Base Nacional Comum Curricular. Há também os desafios apontados pelos dados de desempenho dos estudantes e pelas lacunas abertas desde a formação docente até a infraestrutura das escolas. E não podemos nos esquecer da pandemia!

Todos esses desafios não são uma pauta só do Instituto Reúna ou das Secretarias de Educação.
A preocupação com esse futuro incerto deve envolver toda a sociedade, pois um país sem condições de prover educação de qualidade para suas crianças e adolescentes constrói uma realidade de menos oportunidades, mais pessoas desqualificadas para o mercado de trabalho, de mais desemprego, mais pobreza e, consequentemente, mais violência (TCE-RS e IPEA, 2017).

Logo, para o Instituto Reúna, mobilizar cada vez mais gente para repensar uma reestruturação do modelo de ensino é uma premissa que ultrapassa uma visão institucional. Está no nosso DNA construir em conjunto com outras organizações técnicas, levantando resultados, necessidades e pontos a melhorar com Secretarias e gestão de escolas, convidando especialistas internacionais e nacionais na proposição de suas ideias e, principalmente, convocando empresas e fundações interessadas nessa mudança sistêmica apostando em nosso modus operandi.

E cada vez mais estamos atraindo organizações comprometidas com o futuro que queremos.
Só em 2021 foram 19 parceiros, entre institucionais e de projetos: Fundação Lemann, Imaginable Future, Governo Britânico, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Tinker Foundation, Instituto Unibanco, Instituto Natura, Itaú Social, Itaú Educação e Trabalho, Fundação Telefônica, Ifood e Instituto Sonho Grande. Já os parceiros técnicos são o Movimento pela Base, CAED, Cenpec, Frente de Avaliação, Iungo, Frente Currículo e Novo Ensino Médio e Consed.

Juntos, esses parceiros destinaram um pouco mais de 10 milhões de reais em mais de dez projetos, que focam o apoio na revisão dos currículos, pesquisas para incidir em novas metodologias e materiais didáticos mais alinhados às novas realidades, métodos avaliativos que visam olhar com mais cuidado para as defasagens e projetos que buscam alinhar a BNCC à formação de professores.

Estas parcerias nos apoiaram na composição dos Itinerários Formativos para a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo alcançando 1,2 milhão de estudantes, na construção da Plataforma de Apoio à Aprendizagem e no apoio às redes de educação do Estado de Rondônia, que a utilizou para entender o contexto de aprendizagem e defasagem de seus alunos. Também nos apoiaram na entrega dos Mapas de Foco da BNCC e na recomposição curricular no período de pandemia, o que nos fez chegar a 60% dos municípios e 11 Estados brasileiros. E vem apoiando a quase 3 mil técnicos de educação, 6.068 gestores escolares e um pouco mais de 18 mil professores com a utilização dos nossos materiais e plataformas. Todo esse investimento vem virando o jogo na educação do país. 

Ainda assim, se faz necessária a provocação para juntar mais atores nesses investimentos.
Segundo o IDIS (2020), 66% da população disse ter doado alguma quantia a organizações sociais em 2020. Isso, segundo o Índice de Generosidade da Chariti Aid Foundation (representada pelo IDIS no Brasil), nos coloca na 54ª posição entre 140 países. Indonésia e Mianmar são os países que despontam no índice de doação de dinheiro e trabalho voluntário.

A nossa missão é auxiliar um número cada vez maior de profissionais no cumprimento das metas de qualidade educativa e alcançar mais estudantes inseridos em um modelo de equidade que acreditamos. E essa escalabilidade só será possível mediante setores também comprometidos com esta agenda cooperativa. Se você também quer nos apoiar em mudar toda a conjuntura educativa do país, entre em contato conosco!

 

* Por Luis Fernando Ossani e Roberto Patressi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *